Cruzeiros Skorpios

Outra alternativa é o cruzeiro Skorpios, fazendo duas rotas particulares pelos fiordes chilenos. Um desses percorridos é a Rota dos Exploradores Kaweskar, em honra aos antigos habitantes destas terras, canoeros que percorriam os canais da Patagônia chilena.


Cruzeiro Skorpios - Campo de Gelo Norte - Chonos Rota: Skorpios II
Cruzeiro Skorpios

Campo de Gelo Norte - Chonos Rota: Skorpios II

Campos de Gelo Norte: Desde Puerto Montt, Região dos Lagos, Patagônia Chile....

Leia mais...
Cruzeiro Skorpios - Campos de Gelo Sul Rota Kaweskar
Cruzeiro Skorpios

Campos de Gelo Sul Rota Kaweskar

Os campos de gelo sul de rota de navegação a vela de Puerto Natales para o Amalia Glacier, visitando geleiras como El Brujo, Fernando, capitão Constantino, Fiorde ...

Leia mais...

Argentinian Explorer

Argentina Primeira Classe

As viagens mais exclusivas pela Argentina, as viagens Vips, voando em primeira classe, dormindo em hotéis cinco estrelas ou hotéis boutique, traslados em privativo e as melhores excursões de cada lugar com serviços Premium.

Ver tudo

Argentinian Explorer

Trekking na Patagônia

Antes da viagem de expedição para a Antártida você poderá percorrer os melhores caminhos do Parque Nacional Torres del Paine e Parque Nacional Tierra del Fuego em Ushuaia, visitando a Ilha Magdalena ou chegando até os lagos austrais Fagnano e Escondido.

Ver tudo

O outro percorrido que pode fazê-se conhecendo os fiordes é com o cruzeiro que faz a rota San Rafael, nos Campos de Gelo Norte, causando-nos impacto com maciços de gelo de mais de 70 metros de altura e a sua grande extensão que realmente assombra com seus colores turquesa, multicor e as formas estranhas que o conformam. Chegamos a nosso último destino, Canal Tengo, uma bela zona para desfrutar depois do desembarco, já que as vistas que possui deixam surpreendidos a todos aquelos que chegam a conhecê-lo.

Skorpios II – Rota Chonos (desde Puerto Montt)

O roteiro da Rota Chonos navega 800 milhas sulcando golfes, canais e arquipélagos, chegando até a aldeia de pescadores de Puerto Aguirre sobre as Ilhas Huichas e a cidade maritima-comercial de Castro na Ilha Grande de Chiloé, a capital da ilha e que foi fundada em 1567, até alcanzar o fantástico e milenário Glaciar San Rafael e as termas do Fiorde Quitralco. A travessia maritima começa atravessando o canal de Tenglo, depois passa os arquipélagos de Llanquihue, Chiloé e Chonos e Aysén e os canais de Moraleda, Ferronave, Pilcomayo, Costa, Témpanos, Pérez Norte, Laeucayec, Yal, Esteiro de Xastro, Lemuy, Dalcahue, Quicaví, Calbuco e os golfes de Ancud e Corcovado.

O Glaciar San Rafael é um verdadeiro espetáculo natural, uma mistura de magia e cores que mostram seus témpanos com seus diferentes tamanhos. É considerado o glaciar de maior movimento de derrumbamento da região. O Parque Nacional Laguna San Rafael apresenta uma fauna marinha uma flora muito rica, que convive em perfeita armonia. Graças as embarcações quebra-gelos com mais de 30.000 anos de antiguidade. Seu nome deve-se ao jesuita espanhol don Juan García Tao quem o descobriu a começos do século XVII. Este Parque Nacional é nomeado em 1978 como reserva mundial da Biosfera pela Unesco.

Quitralco que em lingua indigena significa Aguas de Fuego, é um fiorde rodeiado de grandes cordões montanhosos nevados e com muita vegetação. É um leito glaciário com flora silvestre com abundantes samambaias e árvores de alta talha e uma folhagem comprimida, criando uma paissagem vegetal extrema num microclima temperado. Sobre este fiorde encontramos termas arredor dos 36º grados junto a um fogão de estilo crioulo numa amplia superfície verde na selva úmida austral. Sobre as tranquilas e águas geladas de Quitralco faremos paseios em pequenas embarcações para observar a fauna marinha.

Skorpios lll – Rota Kaweskar (desde Puerto Natales)

A carta de navegação da Rota Kaweskar navega 380 milhas esquivando uma grande quantidade de glaciares, como o Amalia, El Brujo, del Fiorde Calvo, Bernal e Herman. Passamos pela maior quantidade de toda a região, uns 15 em total. Faremos caminhadas para contemplar suas morrenas e frente, e logo navegaremos entre blocos em botes pequenos de expedição apreciando a flora e fauna em estado salvagem.

A primeira cidade em visitar é Punta Arenas, a mais austral em território chileno. Foi fundada a meados do século XIX sobre as costas do Estreito de Magalhães. Puerto Natales está localizado a 250 km em direção Noreste, fundada a princípios do século XX sobre o Fiorde Señoret.

O Glaciar Amalia baixa com a sua esbelta figura dos Andes, com as suas torres cor azul que alcançam os 100 metros. A navegação segue o caminho até o Fiorde Asia para chegar ao Glaciar El Brujo, uma impressionante muralha de gelo, onde baixamos para caminhar e chegar a compreender a geología glaciaria. As suas cumes estão cobertas de neves eternas rodeiadas de uma vegetação abundante. O Fiorde Calvo é um grande anfiteatro formado de glaciares que estão no centro do Campo de Gelo Sul. As águas do Fiorde Calvo parecem quietas e dão a impressão que os gelos que estão sobre a superfície não deixaram a possibilidade de nenhum movimento mas o quebragelos Capitán Constantino avança sobre estas águas gélidas cobertas de blocos. Outro espetáculo natural é o Glaciar Fernando que está em tranqüilo retrocesso. Sobre a montanha se despendura o Glaciar Capitán Constantino com o seu grande porte. Também poderemos ver outros glaciares como o Alipio ou Piloto Marcelo e Monsalve.

O Fiorde de las Montañas está no extremo sul do Campo de Gelo Sul, rodeiado das montanhas Riesco e Sarmiento. Se debruçam 5 glaciares: Zamudio, Alsina, Paredes, Bernal e Herman. Desembarcaremos no Glaciar Bernal para escutar atentamente uma classe sobre Glaciologia, faremos um trekking sobre a base do glaciar, atravessando uma laguna que é consequência do degelo com um forte cor turquesa. Este é o momento para dar-se conta da vida real de um glaciar, caminhando sobre as suas morrenas frontais e laterais e apreciar o degelo. Uma vez neste lugar, veremos o avance da flora e vegetação. Fica um último glaciar, o Herman, sobre grandes escarpado e com uma exuberante vegetação e destacando-se o Cormorán Real dentro da fauna.