CORDOBA, O DOCTA

Percorremos Córdoba conhecendo sua capital, que é uma síntese da época colonial e da missão dos Jesuitas; vamos à Cumbrecita, percorremos as Altas Cumbres chegando aos povoados de Mina Clavero e Cura Brochero, fazemos o tradicional e histórico Caminho das Estâncias Jesuíticas, chegamos aos vales de Paravachasca e Calamuchita, nos surpreendemos com a paisagem da Pampa de Achala, e inclusive tomamos um dia de relax ou fazemos ecoturismo.

Córdoba em 7 dias

7 dias - 6 noites

Em 7 dias temos uma síntese da Província de Córdoba, começando por sua histórica e cultural capital, continuamos até La Cumbrecita e Peñon de Águila, subimos pelo caminho das Altas Cumbres até Minas Clavero. Paramos no tempo no Caminho das Estâncias Jesuíticas. Não podemos deixar de visitar a Villa General Belgrano e Villa Carlos Paz, Pampa de Achala e o Valle de Calamuchita.

Córdoba em 7 dias

7 dias - 6 noites

  • Alojamento Quartos Duplos com a categoria do hotel selecionado
  • Transferências detalhadas no itinerário
  • Excursões regulares detalhadas no itinerário (exceto opcional)
  • Passagens aéreas de cabotagem
  • Guia de espanhol bilíngüe inglês
  • Coordenação Permanente

Dia 1 - Conhecendo a Cidade de Córdoba

Recepção e traslado no aeroporto de Córdoba ao Hotel.

Começamos percorrendo a cidade de Córdoba e durante a excursão, vemos a influência arquitetônica dos anos coloniais que contrastam com os desenhos modernos. Os lugares de interesse são: a Plaza San Martín, que é a antiga Plaza Mayor, caminhamos até o centro histórico e cultural da cidade, que hoje é o microcentro e onde se destaca a Catedral, o Cabildo, o Convento Santa Catalina, a Cripta del Noviciado, o Oratorio del Obispo Mercadillo, a Igreja da Companhia de Jesus (fundada por San Ignacio de Loyola, está na Manzana Jesuítica, em pleno centro) e o Colégio Nacional Monserrat – é o segundo mais antigo da Argentina depois do Colégio da Imaculada Conceição, em Santa Fé, que data de 1687 e onde funcionou a primeira imprenta do país. A viagem continua até a Igreja do Sagrado Coração dos Padres Capuchinos, que se destaca por sua arquitetura neogótica desenhada pelo italiano Augusto Ferrari; vamos ao bairro Nueva Córdoba, ao Parque Sarmiento e à Cidade Universitária, até chegar ao centro da urbe. Finalmente, passamos pelo estádio Chateau Carreras e outras atrações. Regressamos ao hotel após terminarmos o circuito.

Dia 2 - Vale de Calamuchita

Café da manhã no Hotel. Vamos ao Valle de Calamuchita, em direção à cidade de Alta Gracia, que fica a 35 kilômetros da capital provincial. Alta Gracia está no Valle de Paravachasca, é um lugar turístico por excelência onde, antigamente, havia uma estância jesuítica. Ao chegar, visitamos o Museu Estância Jesuítica e a Casa do Virrey Liniers, de 1588, o característico Tajamar – também construído pelos jesuítas em 1643 como reserva aquífera para a irrigação dos cultivos, onde, no final, há uma laguna. O itinerário da viagem continua atravessando diferentes povoados serranos, que estão por todo o vale, como Anisacate, Villa La Bolsa, La Serranita, Villa Ciudad de América; seguindo pela atraente trilha montanhosa, chegamos ao Dique Los Molinos. Continuamos até Villa General Belgrano, localizada no Valle de Calamuchita. Caracteriza-se por sua arquitetura bávara, produto da imigração alemã (na maioria) além de suiços, italianos e austríacos. O ambiente natural é realmente lindo: vemos bosques de coníferas e carvalhos acompanhados de rios que definem a paisagem serrana. À tarde regressamos à cidade de Córdoba

Dia 3 - O Caminho das Estâncias Jesuítas

Café da manhã no Hotel. Começamos nossa viagem bem cedo, pelos caminhos cordobeses, conhecendo a cidade de Jesús María, seguindo o mesmo traçado do antigo Caminho Real ao Alto Perú. Visitamos o Museu Jesuítico de Jesús María, uma estância jesuíta do século XVII, o Anfiteatro de Doma e Folclore, Colonia Caroya, que é um povoado de imigrantes italianos, famoso pela elaboração de enlatados e doces. Também entramos à Casa Caroya, lugar onde funcionou a primeira fábrica de armas brancas, que data de princípios do século XIX. Na Casa Caroya se hospedaram o General Belgrano e o General Don José de San Martín, Pais da Pátria. Depois, vamos à Igreja e à estância Santa Catalina e, mais tarde, iremos à localidade de Asconchinga. Seguindo na direção sul conheceremos El Manzano, Salsipuedes e Rio Ceballos. Finalmente regressamos à cidade de Córdoba.

Por volta do ano 2000, a Unesco recomendou designar como Patrimônio da Humanidade  ao chamado Camino de las Estancia y la Manzana Jesuítica de Cordoba. Os monumentos que se encontram nesse trecho definem as origens, avances e consolidação da obra da Companhia de Jesus em toda América do Sul. Esse sistema de monumentos é composto por: La Manzana Jesuítica de Córdoba em conjunto com a Igreja da Companhia de Jesus, o Reitorado da Universidade Nacional e o Colégio Monserrat. Mas no Camino de las Estancias encontramos outras obras que formam parte desse sistema como a Estância Santa Catalina, La Capilla de Candonga, La Casa del Virrey Liniers (ex estância de Alta Gracia) e a estância de La Candelaria. Todas essas obras arquitetônicas são o fiel depoimento do sistema sócio-econômico, cultural e religioso de Córdoba, em quase mais de 200 anos. Sistemas contextuais como esse só podemos ver nas Missões Jesuítas da província de Misiones. Esse sistema territorial conserva sua integridade até o dia de hoje e foi fundamental na estrutura e manutenção da organizaçãao cultural da Espanha na América do Sul.

Dia 4 - Traslasierra, Caminho das Altas Cumbres: Mina Clavero & Cura Brochero

Café da manhã no Hotel. Saímos da capital cordobesa pelo mesmo caminho que nos levou à Villa Carlos Paz. Vamos até San Antonio de Arredondo e Icho Cruz para entrar no Camino de las Altas Cumbres. A viagem atravessa Copina, La Pampilla e El Cóndor, o ponto mais alto do itinerário. No percurso vemos a Pampa de Achala, que se estende na imensidão das Serras de Córdoba, definindo a típica paisagem agreste da região. É uma zona muito escarpada, com pouca vegetação e se encontra a 1.500 msnm. É formada pelas Cumbres de Achala e pela Sierra de Comechingones. É uma zona de riachos profundos (Quebradas) e o mais importante é a Quebrada del Condorito. Fazemos uma parada na nascente do rio Mina Clavero. Depois, descemos até chegar ao povoado homônimo, que é o centro turístico do Valle de Traslasierra, característico por suas paisagens naturais e suas belas praias. Conhecemos, também, o povoado de Cura Brochero, seguindo até Nono, Las Rabonas e Los Hornillos. Cura Brochero tem esse nome devido a José Gabriel Brochero, mais conhecido como o Cura Gaucho. No regresso, temos uma vista maravilhosa do Dique la Viña. Regressamos a Córdoba.

Dia 5 - La Cumbrecita

Café da manhã no Hotel. Percorreremos outros dos encantos de Córdoba: El Valle de Calamuchita. Avançamos pelo caminho das montanhas até chegar ao Dique Los Molinos, de onde podemos tirar boas fotografias graças à excelente vista panorâmica. Chegamos à Villa General Belgrano, população com maioria de habitantes de origem teutônica. De lá vemos La Cumbrecita; tomando o caminho montanhoso, chegamos até essa aldeia que se encontra no meio das Sierras Grandes. La Cumbrecita tem raizes diversas, especialmente suiço-alemãs e com uma arquitetura alpina muito bem definida, encontra-se imersa em lindos bosques de coníferas e regada por cachoeiras que demarcam uma paisagem única. É um verdadeiro lugar para o descanso. Visitamos o Peñón del Aguila, onde há uma conjunção perfeita entre natureza virgem, bosques, rios e quebradas com a aventura alpina, já que há um circuito preparado para o canopy e tirolesas. Ao entardecer regressamos ao hotel.

Dia 6 - Villa Carlos Paz

Café-da-manhã no Hotel. Dia livre para descansar ou praticar atividades opcionais. Pode-se realizar caiaque em Los Molinos, fazer uma cavalgada serrana, trekking pelo Parque Nacional Quebrada del Condorito ou fazer 4x4 Overland pelas Altas Cumbres ou no Cerro Champaquí.

Opcional - Villa Carlos Paz

Conhecemos Villa Carlos Paz, passando primeiro pelo povoado serrano de La Calera; depois, continuamos o itinerário beirando as margens do rio Suquía pelo "Caminho de las Cien Curvas" até nos aproximarmos do Dique San Roque. Paramos para visitá-lo, vemos o desaguadouro e a linda vista que o lago nos oferece. Continuamos nosso caminho subindo até chegar à Villa Carlos Paz, que está no Valle de Punilla, à beira do Lago San Roque e aos pés das Altas Cumbres. É o lugar turístico mais importante da Província de Córdoba, e foi fundada em 1915. Regressamos à Cidade de Córdoba pela Rodovia Ingeniero Allende Posse.

Dia 7 - Córdoba

Café da manhã no Hotel. Traslado para o Aeroporto Internacional de Córdoba. Fim do programa.


Contate-nos Reservar Baixar PDF